Para que serve um blog corporativo - Projetual

Você sabe para que serve um blog corporativo no marketing digital? O blog é um dos pilares do inbound marketing, estratégia que visa atrair o interesse das pessoas por meio de conteúdo segmentado.

Na década de 1990, quando a internet começa a ganhar expressividade, a publicidade era feita de forma invasiva. Pop-ups pulavam nas telas, banner luminosos estavam presentes em todas as áreas de um site e as caixas de e-mails eram bombardeadas por remetentes desconhecidos.

De lá pra cá, muita coisa mudou na forma de conseguir o interesse do público, o blog é um desses fatores. Neste post, vamos explicar qual a importância dessa funcionalidade e como as empresas podem extrair bons resultados com ela. Confira!

Qual a diferença entre site e blog?

Site

O site tem como função principal divulgar uma marca e seus produtos e mostrar as principais informações da empresa ao usuário. Quando um visitante chega até o seu site, ele está em busca de dados, como contato, redes sociais ou à procura de produtos específicos.

A grande diferença entre um site e blog corporativo é que o conteúdo do primeiro é estático. Informações como missão, valores, visão e histórico não precisam e não devem ser atualizadas com frequência. O site só deve ser atualizado para a correção de conteúdo e inserção de novos produtos.

Blog

O blog surgiu como um diário online em que pessoas atualizavam informações pessoais para outros usuários. Atualmente, o diário virtual ganhou status profissional, sendo usado principalmente por empresas. O espaço é uma coletânea de artigos sobre um tema específico e que devem ser postados com periodicidade e com linguagem adequada à persona.

Um blog corporativo é uma ferramenta que permite a publicação e criação de conteúdos: textos, vídeos, artigos, posts, imagens, infográficos, enquetes e podcasts. A criação de material para os blogs permite que a sua marca se torne referência no nicho da sua empresa.

Para que serve um blog corporativo?

O blog possui funcionalidades e propriedades que se encaixam em qualquer negócio. Ele estreita e melhora o relacionamento entre empresas e clientes e facilita na decisão de compra. Segundo o HubSpot, empresas que possuem blogs geram 67% mais leads do que as que não possuem.

Veja como ele pode ajudar nas estratégias do seu negócio:

Promoção e marketing de conteúdo

Antes de vender um produto ou serviço, o blog tem que ser fonte de informação. É raro clientes que chegam até uma empresa sem conhecer os produtos e sem ter referência de como a sua marca pode ajudá-lo.

Usuários utilizam a internet para encontrar soluções para os seus problemas. Por isso, você deve focar na criação de conteúdo rico e útil para atingir seus potenciais consumidores. O grande segredo não é falar sobre a sua marca ou empresa, e sim solucionar todas as dúvidas do usuário a respeito daquele tema e deixá-lo perceber que o seu produto é o que pode sanar as dificuldades encontradas.

Divulgação de um produto ou serviço

Antigamente, a forma mais eficaz de vender um produto era por meio de propagandas caras em outdoors e na TV. Essa opção não era acessível a todos e pequenas empresas ficavam reféns do boca a boca ou ações mais baratas.

A internet proporcionou o acesso de todas as empresas ao mercado online, e o blog é uma das estratégias que facilita esse processo. Ele permite a divulgação de produtos e serviços aos consumidores. Se no site o produto fica exposto apenas com valores e oferece poucos detalhes, o espaço do blog permite reviews, análise de influenciadores, espaço para tira-dúvidas e vídeos explicativos.

Divulgação de eventos

Uma das vantagens do blog é que se bem escrito e estruturado, ele permite uma leitura rápida e descomplicada de qualquer tipo de assunto. Além disso, também oferece a facilidade de compartilhamento em várias redes sociais, sendo uma ótima opção para a divulgação de eventos.

Os eventos exigem uma série de informações e detalhes que, por vezes, não conseguem ser bem respondidos em posts no Facebook ou Instagram. O post no blog corporativo surge como um material detalhado com local, hora, valores, programação, dúvidas frequentes, sugestão de hospedagem e depoimentos de participantes, por exemplo.

Geração de autoridade perante o Google

O Google leva em consideração uma série de fatores para indexar e ranquear páginas no seu motor de buscas. As regras de SEO ajudam a criar conteúdos alinhados a esses requisitos. Ter um blog, postar conteúdo semanalmente, trabalhar palavras-chave e indexar links são algumas das estratégias que melhoram a autoridade no Google e aumentam o alcance orgânico da sua página.

Criação de credibilidade com os usuários

Quando os usuários reconhecem o seu blog como uma boa fonte de informação, eles compartilham o seu conteúdo nas redes sociais e passam mais tempo acessando o seu site. Esses indicadores, além de atraírem um novo público até o blog, mostram ao Google que o seu conteúdo tem relevância naquele tema.

A possibilidade de envio de comentários em cada artigo também cria credibilidade e mostra aos produtores de conteúdo o que os usuários acham daquele material, criando um canal direto de contato.

O blog corporativo na jornada de compra do cliente

Entender as 4 etapas da jornada de compra do cliente é fundamental para determinar os conteúdos abordados em cada fase. As estratégias de cada etapa são importantes para fazer com que o lead avance no funil e continue a jornada rumo à venda.

Identifique quais as necessidades da sua persona em cada estágio e veja como oferecer a solução para aquele problema. Para não se perder nos processos, documente todas as ações e seus resultados. Organize sugestões de temas em planilhas, quem será responsável por sua execução e em qual etapa na jornada esse conteúdo se encaixa melhor.

Conteúdos de topo de funil são a maioria nas estratégias de marketing digital, pois há uma entrada maior de visitantes. Depois, com a passagem dos leads para a próxima etapa do funil, a necessidade de conteúdos para essas etapas acaba sendo menor. Mapear esse conteúdo ajudará no equilíbrio da produção e no fluxo das automações de marketing.

Por fim, não se preocupe apenas com o conteúdo, mas também com a forma que essa mensagem será apresentada. Se o material for muito denso ou complexo, infográficos ou e-books podem ser opções para uma melhor divulgação dos dados.

Neste post, foi possível entender para que serve um blog e como utilizá-lo aliado às estratégias de marketing. Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades do mundo digital!