Campanhas de remarketing são estratégias eficientes para o marketing digital
Você já deve ter passado por essa situação: um anúncio aleatório lhe atrai numa página de um site ou no facebook, você confere o produto e sai do site, mas depois disso aquele anúncio passou a aparecer em todos os lugares. Se você já passou por isso, quer dizer que você já foi o alvo de campanhas de remarketing. Em poucas palavras, o remarketing é uma ferramenta utilizada principalmente por quem está vendendo algum serviço ou produto e serve basicamente para duas coisas: dar mais visibilidade para a marca e, claro, aumentar a taxa de conversão (realizar a venda).

Por que usar campanhas de remarketing

Por mais atraente que seja o produto ou serviço que estejamos oferecendo, realizar uma venda é uma tarefa complicada que poucas vezes se concretiza. Basta pensar em nossas próprias experiências pessoais: quantos anúncios vemos durante o dia na internet, e quantas vezes compramos algum produto? Como já mostramos aqui, as taxas de conversão no e-commerce brasileiro não costumam passar 2% - em Santa Catarina e Rio de Janeiro, os Estados que mais consomem, elas chegam a 1,8%. Sendo assim, uma ferramenta que marque mais a sua presença e mostre aquele cliente justamente o que ele gosta ou gostou é algo muito útil.

Sua eficácia

Essa ferramenta já traz algumas chances de sucesso por se basear justamente no que o possível cliente já viu. Como você já percebeu por experiência própria, as campanhas de remarketing anunciam os produtos e serviços já clicados, ou seja, que já geraram algum tipo de interesse. Alguns dados comprovados pela consultoria digital eMarketer mostram que o remarketing vale a pena. Segundo a análise, as campanhas têm 70% de chance de converter visitantes em público consumidor! Mas não é só isso:
  • O engajamento no site tem notório aumento a partir dos anúncios, cerca de 16%;
  • 30% do público reage positivamente às campanhas de remarketing, contra apenas 11% que reage negativamente;
  • A taxa média de cliques em um anúncio convencional é de aproximadamente 0,07%, quando reproduzido para um consumidor já interessado, essa taxa para 0,7% - um aumento de 10%;
  • O alcance de um anúncio sobe cerca de 400% quando engajado em uma campanha de remarketing.
Os números não mentem quando comprovados. A taxa de conversão de vendas é potencializada expressivamente quando o remarketing é uma ferramenta utilizada, mas existem momentos certos para usa-la.  
Foto: reprodução / Mestre do Adwords.

Quando utilizar

Anúncios em geral não são sempre a melhor estratégia para concretizar vendas e/ou um grande tráfego naquilo que você está propagando. Se você está iniciando no marketing digital, a primeira etapa é garantir credibilidade e autoridade para sua marca. Criar um conteúdo orgânico de qualidade e divulgar em meio ao público certo é a melhor maneira de atingir esses objetivos. Quando alguém se interessar por algum produto ou serviço que você esteja oferecendo, é provável que aquele cliente irá buscar mais informações sobre a empresa e o que está oferecendo. Com a imagem da marca já consolidada dessa maneira, aí é o melhor momento para investir no tráfego pago. Se trata de uma maneira mais certa de trazer resultados para seu investimento. Quando o conteúdo é divulgado com maior objetivo, autoridade e com maior posicionamento da marca, as chances de retorno são maiores.

Google x Facebook

Essas duas plataformas são aquelas que, se tratando de marketing digital, são as principais no que se refere a abrangência e conversão. Ambas podem ser utilizadas em campanhas de remarketing, mas atingem o público de forma relativamente diferentes. No Facebook, o público são usuários comuns da rede que clicou em um anúncio da sua campanha e imediatamente passa a recebe-la. Ele é impactado de maneira direta, já que basta apenas ter se interessado e clicado em seu produto para começar a participar do remarketing, sem necessariamente estar buscando o produto por uma segunda vez. O Google, mesmo que mais caro para divulgação que o Facebook, funciona como uma verdadeira vitrine de vendas, lidando com usuários que já entram no mecanismo pesquisando um produto para comprar. Nele, sua campanha será mostrada ao público quando esse estiver com maiores intenções de compra. Divulgar no Google é mais indicado para quem está em um nicho de mercado mais competitivo, quando o consumidor geralmente realiza pesquisas antes de realizar a compra, e não é simplesmente impactado pelo "desejo de comprar". Para mais informações sobre como investir em campanhas de remarketing em ambas as redes, você conferir os guias elaborados pelas próprias empresas, tanto Facebook quando Google.   Para facilitar ainda mais o seu entendimento, assista a vídeo aula que nossa Diretora preparou explicando de forma prática como aplicar o Remarketing nas suas estratégias de Marketing Digital, a diferença entre Remarketing no Facebbok e no Google e por qual delas você deve optar. E então, nosso conteúdo foi útil para você? Continue acompanhando o blog da Projetual para ficar por dentro das informações do marketing digital? Nossa fan page e nosso canal no Youtube também estão cheio de dicas úteis para você. Fique ligado! Por redação Projetual, com informações de Viver de Blog.