plataforma ecommerce

Gerenciar uma loja virtual não é tarefa fácil. Esteja ela em fase de estruturação ou então em processo de crescimento, é preciso saber escolher com cuidado a melhor plataforma de e-commerce para seu negócio. Ela é um dos fatores dominantes para o sucesso do seu empreendimento e, caso não seja escolhida acertadamente, pode trazer uma série de problemas para sua empresa.

A experiência do consumidor final depende diretamente da qualidade dessa ferramenta. Ela permite personalização? Possui uma boa integração com métodos de pagamento? É possível personalizá-la de acordo com as características do seu comércio eletrônico? Essas são apenas algumas das perguntas que devem ser feitas durante o seu processo de decisão.

Se você quer saber de uma vez por todas como escolher a melhor plataforma de e-commerce para sua loja virtual, continue a leitura!

Quais são os tipos de plataforma de e-commerce?

Hoje, existem diversos modelos de plataformas para realizar as vendas do seu e-commerce. Cada um deles apresenta vantagens e desvantagens e são mais ou menos recomendados de acordo com as especificidades do seu negócio. Os principais tipos são:

Open Source

As plataformas open source são aquelas que têm código aberto — ou seja, estão disponíveis para download gratuito para qualquer pessoa.

Sua principal vantagem é a inexistência de custo de aquisição, o que faz com que elas pareçam inicialmente mais baratas do que as outras opções. Porém, apesar disso, a sua personalização depende de um profissional capacitado para a modificação da linguagem usada na construção.

Essa assistência deve ocorrer não só durante a fase de implementação, mas durante toda a execução, uma vez que os programadores que as desenvolveram não fornecem nenhum tipo de suporte. Dessa forma, elas exigem o pagamento de especialistas integrais em seu e-commerce para poder realizar a manutenção do serviço.

Um dos maiores problemas associados a essa opção está relacionado a questão de segurança. Como os códigos são disponibilizados publicamente, aumentam-se as chances de invasão por hackers que têm acesso à codificação utilizada na plataforma.

No caso de lojas virtuais, esse risco pode ter sérias consequências, uma vez que são armazenadas informações dos clientes que realizaram compras na loja. Um exemplo da gravidade desse problema é o ataque cibernético sofrido pela Netshoes. Nele, foram divulgados dados privados de mais de 2 milhões de usuários.

Proprietária

As plataformas proprietárias são aquelas desenvolvidas pela própria empresa dona do comércio eletrônico. Para isso, é necessário ter uma equipe interna de desenvolvedores que fará a programação do ambiente online onde será disponibilizada a loja virtual.

A principal vantagem desse modelo é a alta capacidade de personalização, uma vez que a ferramenta será desenvolvida especialmente para aquela organização, atendendo às suas demandas específicas. Além disso, há maior controle do processo de atualização e manutenção da ferramenta.

Porém, essa opção apresenta algumas desvantagens consideráveis. A primeira é o elevado custo de desenvolvimento da plataforma, exigindo alto investimento em pessoal tanto para sua implementação quanto para manutenção do ambiente virtual. Assim, apesar de não apresentar custo de aquisição, o valor final do projeto costuma ser muito maior.

Além disso, como o desenvolvimento fica a cargo de uma equipe interna, na maioria das vezes demora muito mais para ser implementado, podendo aparecer durante esse processo diversos obstáculos não esperados na fase de planejamento — consumindo mais tempo e recursos para sua conclusão.

Licenciada

Nos modelos licenciados há a aquisição do código fonte desenvolvido por uma empresa especializada. A plataforma já está pronta e o interessado compra a licença de utilização desse sistema.

Apesar de não precisar construir a ferramenta do zero, é fundamental a presença de uma equipe interna responsável por realizar as adaptações necessárias à loja virtual e pelo fornecimento de suporte durante sua utilização.

Dessa forma, além do custo de aquisição e de compra da licença, essa opção também demanda investimento em contratação de especialistas.

SaaS

As plataformas do tipo SaaS (Software as a Service) oferecem a estrutura do comércio eletrônico a partir da computação de nuvem. Empresas especializadas desenvolvem o sistema e o disponibilizam online para os assinantes do seu serviço.

É como se você alugasse uma loja virtual a partir do pagamento de uma mensalidade para a manutenção da aplicação. As principais vantagens dessa opção são o baixo custo de implementação, a flexibilidade e o suporte fornecido pela organização desenvolvedora.

Normalmente são sistemas de alta complexidade, oferecendo diversas oportunidades de integração e alto grau de personalização. Ainda, permitem a escalabilidade do negócio, uma vez que costumam oferecer diversos planos de acordo com a necessidade do empreendimento.

Esses motivos fazem com que essa seja a escolha preferida de grandes organizações. Elas depositam a responsabilidade técnica no serviço contratado e ficam livres para se preocupar com o que realmente importa: crescer o seu e-commerce.

Antes de definir qual delas é a melhor opção para você, é importante pensar a longo prazo. A melhor escolha será não somente aquela para o estágio de sua empresa hoje, mas para aquele em que ela estará daqui a pelo menos três anos.

Não levar isso em consideração pode frear o crescimento de sua loja virtual e elevar os custos do empreendimento no futuro. Por isso, é importante ter cautela e não fazer uma economia que poderá trazer problemas no futuro.

 

Qual a diferença entre uma plataforma temporária e uma definitiva?

Muitas organizações adotam uma plataforma temporária e mais barata no início de sua operação, pensando em escolher uma opção definitiva após a consolidação do negócio.

O problema é que como o processo de migração demanda tempo e investimento, a troca por uma plataforma de e-commerce definitiva acaba nunca acontecendo. O adiamento dessa decisão afeta o crescimento da loja virtual e apresenta diversos riscos, inclusive de segurança dos dados cadastrados.

Por isso, adotar desde o início um sistema definitivo não só evita esse tipo de problema como aumenta a gama de oportunidades para a empresa. Entre os principais benefícios estão:

Segurança

No mundo atual, qualquer empreendimento digital está sujeito ao risco de invasão de hackers e roubo de informações. Essa ameaça é ainda maior em sistemas frágeis e que não são preparados para evitar esse tipo de situação.

São nesses casos que o barato pode sair caro. Adotar plataformas temporárias, de baixo custo e até mesmo gratuitas pode parecer a melhor opção em um primeiro momento, mas a falta de proteção para os dados internos e de seus clientes pode ter consequências irreversíveis.

Por isso, é importante investir desde o início em um sistema que ofereça mecanismos de segurança eficazes para garantir a privacidade de dados.

Escalabilidade

Se você deseja que o seu empreendimento cresça, não é preciso somente uma estratégia eficaz para que isso aconteça: é necessário espaço para crescer. Adotar uma plataforma de e-commerce simples pode ser o suficiente para o estágio em que seu comércio eletrônico se encontra hoje, mas e para os próximos?

Escolher um sistema que permita sua expansão de maneira mais simples e sem a necessidade de adotar outro serviço é a melhor maneira de garantir que o sucesso do seu negócio não será limitado pela ferramenta escolhida para sua loja virtual.

Quais são os elementos de uma plataforma de alta performance?

Os componentes presentes na opção escolhida são essenciais para determinar qual é a melhor plataforma de e-commerce. Eles normalmente estão distribuídos em duas frentes de trabalho: front-end e back-end.

O front-end é tudo aquilo que está presente no contato direto do consumidor com sua loja. É o equivalente digital à estrutura física de um comércio tradicional. São elementos como a vitrine virtual de produtos, o carrinho de compras, o check-out, etc. Eles são determinantes para a experiência do usuário e atuam diretamente no processo de decisão de compra.

Já o back-end engloba tudo aquilo relacionado à gestão do seu comércio eletrônico. É o espaço em que é feito o cadastro das mercadorias, a integração do sistema com outras funcionalidades, a análise de resultados, etc.

Uma plataforma de alta performance reúne os componentes essenciais para o bom funcionamento dessas duas frentes, garantindo o sucesso de seu negócio. Na hora de escolher a melhor opção, é importante avaliar os seguintes fatores:

1. Personalização

Cada marca é única e o mesmo sentimento deve se estender para o ambiente virtual de sua loja. Por isso, é importante que a ferramenta escolhida possibilite a personalização de elementos de acordo com as necessidades da sua empresa.

Desde a configuração do layout até possibilidade de cadastramento de promoções e novas funções, é essencial que a plataforma seja flexível o suficiente para se adequar à personalidade do seu negócio e ao público-alvo do seu comércio eletrônico.

2. Experiência do usuário

Esse é um elemento determinante no sucesso do seu e-commerce. Facilidade de navegação entre as diversas seções, rapidez de carregamento, aparência agradável: tudo deve ser construído de maneira a proporcionar a melhor experiência possível ao consumidor e incentivar a compra.

Esses fatores estão diretamente relacionados com a User Experience (UX) e a User Interface (UI), duas tendências que buscam garantir a maior satisfação possível do usuário naquele site.

Nesse contexto, preocupações como um design responsivo adaptável para dispositivos móveis fazem toda a diferença. Para se ter ideia, 44,3% dos respondentes do E-commerce Trends 2017 usam o celular para fazer compras online.

3. Possibilidades de integração

Para se escolher a melhor plataforma de e-commerce é de suma importância avaliar as possibilidades de integração que ela oferece. O sistema ideal deve reunir as principais ferramentas para administração de sua loja virtual.

Permitir a incorporação de recursos como os de gestão (ERP), de relacionamento com o cliente (CRM), de logística (frete), etc. permitem reunir em um único lugar os componentes essenciais para a administração do seu comércio eletrônico — reduzindo a ocorrência de erros, a perda de informações e os gargalos de crescimento.

Além disso, a integração com diversos métodos de pagamento e o oferecimento de funções como o check-out facilitado não só conferem maior poder de escolha ao cliente, mas também facilitam todo o processo de compra, incentivando a sua conclusão.

4. Venda em marketplaces

A venda em marketplaces tem sido uma das maiores tendências recentes do e-commerce. Isso porque essa função traz a possibilidade de disponibilização dos seus produtos para os maiores shoppings virtuais do país, como a B2W Digital (Americanas, Submarino, Shoptime), Amazon, Walmart, Via Varejo (Casas Bahia, Ponto Frio), Mercado Livre, etc.

Uma plataforma que oferece a integração com esses mercados virtuais permite que os seus anúncios atinjam um público muito maior do que você alcançaria sozinho, além de permitir o acompanhamento e o controle das operações em um único lugar. Trata-se de uma excelente oportunidade de crescimento do faturamento do seu negócio sem ter que recorrer a nenhuma ferramenta adicional.

5. Capacidade do servidor

Assim como nos estabelecimentos tradicionais, é comum um aumento das visitas no comércio eletrônico durante datas comemorativas e outros eventos sazonais característicos ao segmento. O que era para ser uma possibilidade de aumento do faturamento de seu empreendimento pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça se sua plataforma sair do ar.

Imagine o cenário: em plena Black Friday, todas as campanhas prontas, planejamento de descontos, investimento em anúncios, uma grande expectativa de vendas e ninguém consegue acessar a sua loja virtual.

Se o sistema do seu servidor não estiver preparado para o crescimento na demanda de visitas e possíveis eventualidades, os efeitos podem ser catastróficos. Não só a queda do faturamento mas a insatisfação dos seus consumidores — que podem decidir nunca mais voltar ao seu site depois dessa experiência.

6. Suporte

A qualidade de suporte da plataforma de e-commerce é um dos fatores mais importantes na hora de escolher a melhor opção. É ele que vai auxiliar na resolução dos problemas que podem surgir, desde os mais simples aos mais complexos.

Se o sistema está fora do ar, se uma funcionalidade para de funcionar, se os seus clientes estão tendo problemas na hora do pagamento: esses são só alguns exemplos de situações que podem acontecer e comprometer totalmente o funcionamento de sua loja virtual.

Ter uma equipe preparada para a resolução de adversidades que trabalhará ativamente para o restabelecimento da ferramenta é essencial para evitar prejuízos e garantir a satisfação dos seus consumidores.

7. Segurança

Como já foi dito, a segurança é um fator essencial na hora de escolher a melhor plataforma de e-commerce. Economizar nessa parte pode acarretar consequências irreversíveis para seu comércio eletrônico, como vazamento de informações confidenciais e até mesmo roubo de dados bancários de clientes.

Esse tipo de ocorrência pode danificar indefinidamente a marca de sua loja e até mesmo levar a sua empresa à falência. Assim, a existência de mecanismos de defesas comprovadamente eficazes é essencial para evitar que isso aconteça. Por isso, essa não é definitivamente a hora de fazer economia: segurança deve vir sempre em primeiro lugar.

Como escolher uma plataforma definitiva para minha loja virtual?

Agora que você já conhece os diversos modelos existentes e sabe quais são os principais fatores que devem ser levados em consideração, chegou o momento de efetivamente escolher qual será a plataforma definitiva para sua loja virtual.

Para isso, é essencial avaliar o estágio em que o seu negócio se encontra hoje, onde ele pretende chegar, as opções existentes no mercado, o custo-benefício e a opinião sobre o assunto de quem já é cliente daquele sistema.

Definição de budget

Antes de chegar a uma decisão, é preciso saber quanto você tem para investir na plataforma garantindo a sustentabilidade do seu empreendimento.

Nesse momento, além de estabelecer o orçamento disponível (budget), também é essencial calcular o tempo de payback, que é quando o valor investido retornará à empresa a partir dos benefícios conquistados por essa nova ferramenta. Em outras palavras: quantas vendas precisam ser feitas em seu e-commerce para pagar o preço de aquisição do sistema? Quanto tempo isso vai levar?

Além disso, é necessário calcular qual será o investimento mensal para a manutenção da plataforma, seja em mensalidade ou seja em pagamento de profissionais.

Somente assim você terá uma visão mais precisa de qual será realmente o custo de implementação desse serviço em sua empresa e não somente o preço inicial, tendo mais embasamento para fazer a escolha correta.

O que à primeira vista pode parecer mais barato, pode sair mais caro com o tempo, enquanto aquele aporte inicial aparentemente elevado, pode ter um retorno muito maior posteriormente.

 

Avaliação da necessidade atual e nos próximos anos

Sabendo quanto você poderá gastar, chegou a hora de avaliar quais são as necessidades de sua empresa que devem ser atendidas pela plataforma — tanto no momento atual quanto nos cenários futuros.

Nessa etapa, é muito importante ter uma visão a longo prazo que permita prever quais funcionalidades o seu negócio precisará conforme o passar dos anos. Isso permitirá com que você escolha a melhor solução para sua loja virtual não só agora, mas também para as próximas fases de crescimento.

 

Análise de casos de sucesso

Uma vez elencada as opções que se encaixam em seu orçamento e nas expectativas do seu negócio, chegou a hora de ver o que outras pessoas têm a dizer sobre essas plataformas de e-commerce.

Assim, você terá uma percepção mais próxima da realidade de como é o dia a dia utilizando esse sistema e quais os resultados que foram alcançados a partir de sua implementação.

Uma excelente forma de se fazer isso é a partir da análise de casos de sucesso. Neles, é possível observar quais foram os maiores benefícios conquistados a partir do uso da ferramenta e como ela impactou positivamente aquele cliente.

Essa etapa ajudará você a sentir mais segurança ao tomar sua decisão. Seja como for, é muito importante levar todas essas dicas em consideração para ajudar você a escolher a melhor opção possível para sua loja virtual.

Se você quer conhecer a plataforma de e-commerce que a Tray Corp tem a oferecer, entre em contato com um de nossos consultores para saber mais sobre como essa solução pode ajudar o seu negócio a crescer mais e a alavancar os seus resultados!