call-to-action-fonte-agenciamestre

Quem trabalha com marketing digital sabe que, muitas vezes, o intuito de uma peça publicitária, um texto para blog ou post para Facebook é chamar o espectador para uma atitude específica, como comprar um produto, conhecer mais sobre um serviço, assinar uma newsletter, etc.

Conteúdo mais dinâmico

E na tentativa de criar um conteúdo que não chame atenção de forma agressiva ou seja cansativo de acompanhar, uma ferramenta é muito útil. O call to action, ou chamada para ação, serve para direcionar o espectador para uma ação específica, como nome diz.

Em outras palavras, o CTA é a ponte que leva um usuário a um serviço, de uma maneira eficiente e sem explorar muito da sua atenção.

Normalmente o call to action ocupa uma posição no final de um texto, mas nada impede que ocupe outros lugares na página. Frases atraentes como “para saber mais, clique aqui”, “saiba mais sobre nossos produtos”, “receba uma amostra grátis em sua casa” são hiperlinkadas e levam o usuário para uma nova página que servirá para divulgar o serviço desejado.

Dicas para um call to action eficiente

André Siqueira do site Resultados Digitais dá algumas dicas que, basicamente, criam um call to action eficiente, ou seja, que irá fazer com que o usuário faça a ação pretendida, principalmente quando é utilizada de forma comercial.

  • Usar verbos imperativos ou infinitivos e ser claro: não é preciso falar muito para propor uma chamada para ação. Ser direto e informar logo o que o usuário precisa fazer é o mais importante;
  • Crie urgência no leitor: em casos onde se está vendendo ou oferecendo alguma coisa, criar a urgência de que a oportunidade não durará pra sempre é uma estratégia eficiente;
  • Evidencie o benefício: o call to action também precisa ser atraente, portanto, caso esteja oferecendo um produto, indique através de números o quão boa é a oferta oferecida e principalmente seus benefícios tangíveis e intangíveis;
  • Ofereça algo bom: é claro, em qualquer situação, essa ferramenta deve ser utilizada para anúncios realmente atraentes, portanto, utilizada quando for necessário e com algo atraente é essencial;
  • Chame atenção: toda a informação precisa ser destacada, desde a posição do botão até às cores utilizadas para o design. O call to action é, por essência, uma estratégia para induzir uma atitude, portanto, faça questão de chamar atenção.
Capturar
Chamada para ação no site do Dropbox, pedindo para usuários se cadastrarem no canal.

 

Além do mais conhecido

A função comercial deste recurso é com certeza sua principal característica, mas ela é versátil para cada tipo de situação. Basicamente, ela serve para divulgar mais informações do que aquelas apresentadas no texto inicial.

Textos informativos, notícias e artigos em geral podem ter um call to action que direcione para um novo conteúdo que explique mais sobre algo específico. Nesse caso, frases como “entenda mais aqui” são utilizadas, também hiperlinkadas direcionando para um novo texto.

Call to action em Mídias Sociais

Em postagens de mídias sociais, mesmo em textos curtos, também é possível – e recomendado – que você deixe claro o que pretende do usuário através de um call to action eficiente. Pode ser chamar para compra online, direcionamento para loja física ou um “saiba mais” com hiperlink, visando tráfego para um Blog, por exemplo.

call to action facebook
Chamada para ação na Fan Page da Diva Cosméticos, incentivando agendamento de serviço por telefone.

Utilizar o CTA é garantir um texto mais simples, limpo e coeso. É uma ferramenta útil para não utilizar muita informação em uma postagem, o que poderia deixar o leitor bem desestimulado a continuar a leitura

E agora – utilizando a ferramenta que falamos sobre nesse post -, convidamos você a saber um pouco mais sobre a Projetual, por aqui. E claro, para manter-se atualizado sobre novas tendências do mercado, fique ligado nas atualizações do nosso blog. Volte sempre!

 

Por Redação Projetual.