O que é branding?

As estratégias de marketing vão muito além da comunicação padrão com foco em vendas. É claro que o objetivo final de toda empresa é crescer, aumentar os pedidos, os assinantes, os fãs.

E justamente por isso se faz necessário voltar a atenção para a gestão de marca eficiente, também conhecida como branding. Ou seja: tornar a marca mais conhecida.

Em uma época onde cada vez mais se observa consumidores exigentes e atentos, todas as ações promovidas pela sua marca podem gerar um alto impacto, positivo ou negativo. E ninguém está isento dessa responsabilidade, pode ser uma pequena marca no bairro até uma gigante multinacional.

Por isso, hoje nós vamos falar um pouquinho mais sobre gestão de marca eficiente e branding, para que sua empresa compreenda a importância da comunicação eficaz junto ao consumidor.

Vamos lá?

O que é branding?

Podemos classificar o branding como uma linha de comunicação que tem como objetivo criar conexões com os consumidores. A marca vende a si mesma como a solução para a dor do cliente, mas o grande segredo é que essa solução não vem de forma tão explícita. Um bom trabalho de branding não exige as apelativas palavras de “promoção”, “desconto”, “compre agora” e afins.

Para que você possa entender melhor o que é branding basta fazer um exercício! Qual é o refrigerante associado a felicidade? Provavelmente você responderá Coca-Cola. E o cartão de crédito roxinho preferido dos jovens? Há grandes chances de você ter dito Nubank. E por aí vai, são esses os bons exemplos de marcas que entre tantos outros conseguem atrair e fidelizar o cliente, muito mais pela sua cultura, valores e princípios do que pela parte comercial em si.

Mas não pense que essa boa reputação acontece da noite para o dia, não. É preciso muito planejamento, estratégia eficaz, gerenciamento, pesquisa e paciência.

3 dicas de gestão de marca para fortalecer o branding

Foco na identidade visual

Um dos grandes aliados de um bom trabalho de branding é a identidade visual pensada para que o público possa identificar facilmente a sua marca e, além disso, que possa encontrar certa simpatia e familiaridade entre seus gostos pessoais e a marca. Parece difícil, é verdade, mas não é impossível.

Uma identidade visual bem feita cria mais fácil associação do consumidor ao seu negócio, como é o caso do Nubank, por exemplo, que todo mundo conhece pelo roxinho. Mas não só no caso do banco digital que a cor tem força, ela já é explorada há muito tempo e por grandes marcas, como Mcdonald’s que usa o amarelo, Coca-Cola como vermelho e Facebook com azul.

Além disso, é fundamental que as marcas pensadas atualmente já nasçam com padrão visual dedicado à web, com formatos de arquivos adequados e que facilitem a identificação do consumidor mesmo em pequenas telas.

Para sua identidade visual, considere sempre diversos fatores:

  • Logo
  • Fonte
  • Cores
  • Aplicações
  • Linha ou estilo visual que você seguirá em outros materiais

Entre outros.

Personalidade e tom de voz

Outro ponto importante para um trabalho de gestão de marca é empregar da forma correta o tom de voz. Mas peraí, como assim da forma correta? Convenhamos você tem total liberdade para falar com o consumidor, mas será que você está transmitindo o tom de voz desejado?

Se você é uma startup ou uma empresa mais descolada, por exemplo, poderá ter um tom de voz mais informal, com gírias e até memes no seu conteúdo. Por outro lado, se o segmento exige formalidade, é preciso se posicionar como um verdadeiro especialista no assunto.

Mas lembre-se que sempre há espaço para inovação, criatividade e originalidade. Um bom exemplo disso está no Cemitério Jardim da Ressurreição, que a princípio trata de um assunto super sério, mas a equipe de comunicação encontrou uma forma divertida de se conectar com os clientes e conquistou muitos fãs.

O que é branding?O que é branding?

Dessa forma, a marca encontrou uma personalidade muito própria e marcante, deixando de lado todos os estereótipos e se posicionando de uma forma moderna em um assunto que até então era considerado um tabu.

Propósito e posicionamento

Trabalhar com um propósito claro é um dos principais benefícios de uma organização que pretende voar cada vez mais alto. É certo que muitas empresas começam com o único objetivo de ganhar dinheiro, vendendo produtos ou serviços, mas hoje isso não é visto com bons olhos e nem mesmo um produto ou serviço de qualidade é capaz de agradar e fidelizar clientes se não houver um bom posicionamento e propósito.

Muitas empresas nascem com DNA inovador e o desejo de mudar o mundo, transformar o setor e se tornar uma grande referência. Netflix, Spotify e Airbnb são bons exemplos que organizações que encontraram uma forma de oferecer facilidades ao cliente diante de um mercado muito fechado e tradicional. Enfrentaram diversos obstáculos mas seguiram firme porque tinha um propósito claro.

Por isso, busque ter sempre as respostas para questões como “por que sua marca existe?” “o que ela pode oferecer aos clientes”?

E aí, gostou das dicas de gestão de marca e branding? Continue acompanhando nosso blog para mais notícias, novidades e curiosidades sobre marketing digital.