Apesar de várias empresas marcarem presença nas redes sociais, nem todas compreendem o poder dessa ferramenta na hora de conquistar o público, não é mesmo? Pois é, praticar um bom social selling é para aqueles que têm visão estratégica.

Utilizar-se das redes sociais como um canal direto com o seu cliente é uma forma de divulgar a marca, aumentar o tráfego orgânico para o site ou blog, engajar a sua audiência e maximizar as vendas.

Então, se você tem a pretensão de aumentar a fatia de mercado da sua empresa por meio do marketing digital, saiba que existem vários jeitos de atrair potenciais compradores. A seguir, confira como o social selling pode lhe ajudar nisso!

O que é social selling?

O conceito é bem simples: trata-se de uma maneira de usufruir das redes sociais com a finalidade de manter um bom relacionamento com o público e, naturalmente, angariar consumidores dos produtos ou serviços que a sua empresa oferece.

Seja no outbound marketing, seja no inbound, você precisa desenvolver um bom plano para tornar a conversa com potenciais clientes mais significativa possível. Agindo assim, a probabilidade de gerar leads qualificados para o seu negócio cresce consideravelmente.

Nesse sentido, o social selling tem a missão de construir uma ponte sólida entre a empresa e as pessoas que se interessam pela marca. Isso facilita o trabalho da parte do time de vendas, como também do marketing.

Quais são os principais alicerces dessa ferramenta?

Para que haja sucesso, é preciso que a interação com os leads seja direcionada a resolver suas principais dúvidas e, gradualmente, engajar as pessoas a confiarem nas soluções que a empresa oferece.

Dentro do conceito de social selling, ainda podemos colocar quatro pilares que sustentam essa estratégia e contribuem com os objetivos das empresas:

  • construir uma marca com credibilidade;
  • localizar as pessoas certas;
  • interagir de forma coerente;
  • cultivar bons relacionamentos.

Analisando cada tópico apresentado, na hora de implantar seus planos de ação saiba que o branding é fortemente influenciado pelas redes sociais. Lá as pessoas vão comentar bem ou mal da sua empresa, por isso, é preciso ter uma interação inteligente.

Segmentar a base é um dos fatores primordiais para desenvolver o social selling com efetividade. Então, escolha as mídias que mais se encaixam no perfil de negócio que atua, pois isso tornará mais fácil encontrar o público certo.

Como colocá-lo em prática?

Cada rede social tem a sua particularidade e um jeito próprio de interação com as pessoas. No entanto, independentemente da plataforma que você escolher, identifique em qual processo do funil de vendas está o seu cliente potencial, e trabalhe em cima disso.

Quando um profissional demonstra conhecimento do que está tratando, a tendência é que as pessoas deem mais ouvidos e permitam que essa marca se faça presente em suas vidas. Assim, compartilhe sempre algum conteúdo que traga relevância para o seu público e, aos poucos, converta visitantes em leads qualificados.

Mantenha-se sempre próximo da onde está a sua audiência e observe quais são os seus comportamentos. Além de conversar com uma linguagem específica para aquela rede e com o perfil de pessoas que ali se encontram.

A prospecção de clientes torna-se muito mais assertiva quando cada etapa é respeitada e os gestores exploram as funcionalidades que as redes podem proporcionar. Inclusive, as redes sociais também são fundamentais para organizar táticas de cross-selling, upselling e impulsionar recomendações positivas.

Por fim, entenda que, a partir do momento em que você desenvolve uma boa estratégia de social selling, isso pode concretizar em uma melhora na imagem da empresa e, consequentemente, contatos qualificados para os seus vendedores.

E aí, curtiu as informações deste post sobre social selling? Quer saber um pouco mais de redes sociais? Então aproveite que está aqui no blog e entenda por que usar o Instagram Stories na sua estratégia de marketing!