Vale a pena terceirizar a gestão de redes sociais? Essa é uma pergunta que permeia a mente de muitos administradores de empresas. Por mais simples e habituais que as plataformas sejam para o usuário comum, é preciso entender a necessidade do conhecimento específico e do tempo para realizar um trabalho satisfatório.

As ferramentas das redes sociais permitiram que corporações conhecessem e conversassem diretamente com a audiência. Como consequência, essa proximidade aumentou o número de tráfego dos sites e de vendas das companhias.

No entanto, deve-se ir além dos dados iniciais para tirar proveito de todos os benefícios oferecidos pelos canais de marketing digital. Por isso é possível dizer que, ao colocar os fatores em uma balança, a terceirização surge como alternativa mais interessante. No nosso texto de hoje, confira algumas razões!

Dificuldades do trabalho interno 

É comum que pequenas e médias empresas se sintam perdidas nos primeiros passos da implementação do marketing digital. Mesmo que a tecnologia esteja presente diariamente em nossas vidas, utilizá-la para vender e engajar é mais difícil do que parece.

Além disso, quando as marcas decidem realizar esse trabalho internamente, é necessário contratar um profissional da área ou capacitar funcionários para que o serviço garanta qualidade. 

É verdade que ao produzir um trabalho interno há maior proximidade entre problemas e soluções. Muitas vezes os profissionais vivenciam e compreendem as ações “in loco” e isso, facilitando todo o processo.

Porém, vale alertar que a rotatividade de colaboradores em pequenas e médias organizações é grande. Assim, determinadas marcas tendem a investir em um profissional justamente antes de perdê-lo para a concorrência, por exemplo.

Outro empecilho é a falta de conhecimento específico dos gestores. Se o administrador de uma corporação do ramo alimentício contrata um profissional de marketing para executar as ações, sabe que o novato não terá o conhecimento necessário para acompanhar o trabalho e os resultados.

Portanto, é melhor que o responsável pela empresa foque seus empenhos no entendimento dos produtos e serviços, deixando a parte técnica para outros colaboradores devidamente capacitados. 

5 razões para terceirizar a gestão das redes sociais 

Estar presente nas redes sociais tornou-se uma necessidade. Esse, aliás, é apenas o primeiro passo para a consolidação de companhias no mercado digital.

Buscando o desenvolvimento sólido, a terceirização surge como excelente oportunidade, melhorando a produção interna da empresa, otimizando o tempo de ações e transformando a relação custo-benefício do serviço. Veja, então, cinco razões para contratar uma agência especializada!

1. Poupar tempo e otimizar ações

Ao investir em uma agência, sua empresa poupa e otimiza um tempo precioso, que pode ser utilizado em outras ações. Quando o marketing é trabalhado internamente, gestores se responsabilizam por aprovações de materiais, liberações e acompanhamento de gastos de verbas etc.

Essas ações são importantes que realmente exigem observação constante, mas ao terceirizar as demandas a agência lidera a resolução de pormenores burocráticos e entra em contato com o cliente em momentos estratégicos. Assim, a companhia fica encarrega de outras ações, como logística, vendas, atendimento e suporte. 

2. Encontrar a expertise necessária

Outra razão interessante para terceirizar é encontrar uma agência com a expertise necessária para a sua demanda. Atualmente, existem empresas focadas em diversos segmentos e serviços. Algumas têm foco no mercado digital e outras abarcam estratégias online e offline ao mesmo tempo.

Essa possibilidade de escolha é importante para que a organização contrate o parceiro adequado às suas demandas e não tenha um padrão pré-moldado do que funciona ou não.

3. Acompanhar todas as ações da agência 

Outra vantagem trazida pela terceirização é a certeza de que os trabalhos serão realizados da melhor forma e que o gestor acompanhará todas as ações e seus respectivos resultados. Muitas vezes, ao concluir trabalhos internos, o administrador não sabe o que analisar.

No caso da agência, ela passa a delinear as ações desde o planejamento, englobando ações a curto, médio e longo prazo. Finalmente, entrega um relatório com todos os dados e informações necessários.

4. Ter um trabalho focado no marketing digital 

A gestão de redes sociais consiste em apenas um dos trabalhos desenvolvidos por qualquer agência. Na verdade, essas plataformas são motores de uma máquina muito maior: o marketing digital. Por isso, conhecer tão bem os mecanismos e fazer com que eles entrem em ação ao mesmo tempo é tão importante para o resultado final.

É comum encontrarmos empresas que fazem um trabalho legal nas redes sociais, mas que não apresentam resultados satisfatórios nas vendas. Preocupar-se com o branding e deixar a captação de leads de lado, por exemplo, figura como erro clássico de um trabalho não focado no marketing digital em sua totalidade.

5. Acessar análises e ficar de olho nos resultados 

Uma das ações de responsabilidade da agência é a análise de métricas e o acompanhamento dos resultados corporativos. Nesse cenário, ela organiza e lapida dados, como crescimento nas redes sociais, ROI, captação e conversão de leads, custos de aquisição, entre outros.

Esse documento ajuda a marca a entender quais pontos podem ser melhorados. A agência, por sua vez, fica apta a propor soluções e melhorias para aquilo que ainda não está bem alinhado.

Responsabilidades da agência e do cliente 

Em cada caso, há particularidades do que é a responsabilidade da agência e do cliente. Mas, de maneira geral, pode-se afirmar: a melhor divisão de responsabilidades para o sucesso é o modelo híbrido.

Isso significa que é preciso existir dentro da empresa uma pessoa responsável por organizar e gerenciar as demandas do marketing, posteriormente repassadas para a agência.

Mesmo que haja a terceirização das demandas, alguém dentro da companhia deve avaliar as metas e as necessidades, repassando-as para a agência. Sozinha, a parceira não traz resultados, uma vez que é o cliente quem entende plenamente a respeito do seu produto e do seu público

Desta forma, consideramos que terceirizar a gestão de redes sociais é a melhor opção, e um começo para a profissionalização digital da empresa. Além dos motivos já apresentados, essa prática deixa o trabalho menos oneroso, evitando a preocupação com contratações, capacitações e encargos trabalhistas.

E aí, gostou do conteúdo de hoje? Quer aprender mais sobre marketing? Então não deixe de baixar nossos materiais!