Saiba como determinar as fraquezas, ameaças, oportunidades e forças da sua empresa e como agir em frente a essas situações

Um planejamento estratégico é um passo imprescindível para adequar as ações da empresa de acordo com as principais necessidades. É por isso que muitos empreendedores e gestores acabam quebrando a cabeça na busca por um planejamento que defina os principais objetivos, metas e iniciativas para direcionar os negócios. A matriz SWOT é uma ferramenta que surge como principal recurso nesses casos.

Para que medidas apresentem um resultado eficaz, os gestores e empreendedores precisam conhecer os pontos fortes e fraco do negócio e a comparação em relação ao mercado.

O que é análise SWOT?

Análise SWOT é a abreviação das palavras strengths, weaknesses, opportunities e threats. Em português a tradução fica análise FOFA, ou seja, forças, oportunidades, fraquezas e ameaças. A função principal da ferramenta é avaliar o ambiente interno e externo ao empreendimento, para otimizar o desempenho no mercado através da formulação de táticas.

A análise SWOT é um sistema simples para posicionar ou verificar a posição estratégica da empresa no ambiente em questão. O crédito para a criação é de Albert Humphrey, líder de pesquisa na Universidade de Stanford nas décadas de 1960 e 1970.

Principais objetivos

Os principais objetivos da análise SWOT é efetuar uma síntese das análises internas e externas da empresa em questão; a identificação de elementos-chave para a gestão da empresa, implicando em estabelecimentos de prioridades de atuação; preparação de ações estratégicas, ou seja, riscos e problemas a resolver; a análise SWOT é quem faz o diagnóstico da empresa, fortalecendo pontos positivos, o que indica quais os pontos que devem melhorar, além de mostrar as chances de crescimento, as oportunidades e manter-se alerta diante de riscos.

Ponto a ponto

Forças

Ao pensar se sua empresa é realmente boa, a resposta ao pensamento pode mostrar as aptidões mais fortes e as vantagens que ela tem sobre a concorrência. É preciso pensar em alguns tópicos, em que as respostas devem levar em conta a vantagem proporcionada sobre a concorrência e o entendimento que, quanto melhor posicionada a empresa, mais essa característica deve ser considerada.

  • Quais atividades são melhor realizadas?
  • Qual o nível de engajamento dos clientes?
  • Qual a maior vantagem competitiva?
  • Quais os seus melhores recursos?

Fraquezas

As fraquezas são as aptidões que interferem e prejudicam o desenvolvimento dos negócios. São os pontos fracos internos, e devem ser analisados para perceber com maior facilidade os fatores responsáveis por elas. É possível, assim, encontrar medidas que as corrijam e minimizem. Apenas assumindo uma falha é possível corrigi-la.

  • Meu engajamento funciona de verdade? Se não, por que não funciona?
  • Por que a concorrência é escolhida mais do que a minha empresa?
  • Existem falhas no treinamento dos funcionários?
  • Tenho uma mão-de-obra capacitada?

Oportunidades

Essas são as características que influenciam a empresa positivamente, porém, não as controlamos, porque dependem de fatores externos. As oportunidades podem acontecer de formas diferentes, como a partir de mudanças político-econômicas e a ampliação do crédito do seu consumidor direto. Pesquisas são necessárias para permitir a possibilidade de previsão de acontecimentos que impactem de forma positiva o seu negócio.

Ameaças

As ameaças são capazes de fornecer uma influência negativa sobre o empreendimento e também não podem ser controladas, porque, como as oportunidades, dependem de fatores externos. As ameaças precisam ser tratadas com cuidado porque interferem nos resultados de maneira direta, assim como no planejamento estratégico.

 

E aí, entendeu mais sobre a análise SWOT?

Continue acompanhando o blog da Projetual para mais novidades e dicas do mundo do e-commerce e marketing digital.