Chatbot é uma tecnologia de Inteligência Artificial que possibilita às empresas fornecerem um atendimento 24 horas para o seu público. Você sabe como fazer o melhor uso dessa ferramenta?

Já é perceptivo navegando pelos e-commerces, que os bots chegaram para ficar no atendimento ao cliente. Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, afirma: “Você deveria enviar uma mensagem para uma empresa do mesmo jeito que envia para um amigo. Você deve ter uma resposta rápida e isso não deve exigir sua atenção total, como uma ligação telefônica exige. E você não deveria ter que instalar um novo aplicativo.”

Apesar do crescimento do uso de chatbots por marcas e empresas, uma questão que ainda não está clara, é sobre qual seria o melhor caminho para o desenvolvimento e manutenção dos bots. É melhor ter uma equipe interna ou buscar um parceiro no mercado para a realização desse trabalho? O que é preciso levar em conta?

O que você precisa saber antes de contratar uma empresa de chatbots

Comece levando alguns fatores em consideração, como: sua empresa/marca precisa de capacidade conversacional mais elevada? Uma memória contextual e/ou processo de diagnóstico? Se a resposta for sim para alguma dessas perguntas, você provavelmente deveria optar por contratar uma empresa especializada.

Em linhas gerais, um bom chatbot  deverá contar com uma grande base de dados de perguntas e respostas para encontrar as melhores indicações aos usuários. Atualmente, empresas como: Google, FacebookIBM e Microsoft, oferecem soluções robustas para chatbots, aplicáveis tanto em servidores de nuvem como em outros sistemas.

Comprove a qualidade do serviço

Antes de contratar a fornecedora, procure meios de comprovar o bom funcionamento do bot que ela oferece. Uma das melhores maneiras de assegurar a qualidade do serviço é interagir com o chatbot de uma empresa que é atendida pela marca que você está considerando. Avalie, por exemplo, a velocidade e a precisão da resposta, a autonomia do bot e a presença (ou não) de uma inteligência artificial.

Garanta um bom suporte

Esse é um dos principais fatores a serem considerados no momento de contratar uma fornecedora de chatbots. Caso a sua marca não possua muita experiência ou familiaridade com a área de soluções tecnológicas, é necessário que a empresa contratada ofereça um bom suporte para sanar suas dúvidas, auxilie na implementação da ferramenta e forneça um suporte efetivo para eventuais problemas.

Veja também: As novidades da inteligência artificial para marketplaces.

Por fim, quais funções o chatbot deve desempenhar?

As caraterísticas específicas do mercado de atuação de uma companhia também podem ajudar a definir qual o robô ideal para seu atendimento ao cliente. Áreas como médica, jurídica, de tecnologia, entre outras, têm muitos termos técnicos e exigem que o atendimento, ou o robô, “guarde” uma quantidade de contextos muito maior do que em outros setores para poder manter diálogos com os clientes.

Além disso, é possível definir o estilo de linguagem do chatbot de acordo com a comunicação habitual utilizada pela marca no trato com os clientes. Assim, para uma abordagem mais descontraída, um chatbot com linguagem mais informal. As variações quanto ao uso da linguagem são capazes de tornar a comunicação mais suave e flexível.

Então, você conseguiu chegar à conclusão do que sua empresa necessita em um chatbot? Se ainda tem dúvidas, entre em contato conosco! A Projetual adora ajudar você a melhorar ainda mais os serviços de sua empresa!

Com informações de ecommercenews.