Você já ouviu falar no termo coolhunting? O caçador de “cool” é um profissional que se dedica a caçar/pesquisar tendências, ou seja, aquilo que será considerado “cool” no futuro. Esse termo do marketing surgiu nos anos 90, porém é utilizado em muitos outros setores, como na psicologia, na moda e, até mesmo, no RH.

“Ser um caçador do cool é tentar chegar às tendências na fonte, descobrir de onde elas estão vindo. Sabendo disso é possível sair na frente…”
(Fontanelle, 2004)

O mercado se preocupa cada vez mais com a competitividade, estar no auge requer movimentos de constante inovação. Mas de que forma o coolhunting pode te ajudar com isso? Nesse post vamos mostrar como essa pratica pode impulsionar a inovação dentro de sua empresa e o que é preciso para se tornar um coolhunter.

O que é ser um coolhunter

Já falamos que o caçador de cool tem como objetivo prever tendências e buscar inovações dentro de um nicho ou de uma empresa, porém mais do que descrever mudanças nos comportamento dos consumidores, o objetivo é entender os acontecimentos que explicam as mudanças, buscando assim distinguir fenômenos de caráter passageiro ou duradouro.

Um coolhunter é basicamente um profissional dotado de senso crítico e curiosidade, um pesquisador ávido e sensível para prever situações e tendências que virão num futuro próximo, com base também em ações e eventos que acontecem no presente. Esse profissional pode trabalhar em empresas de pesquisa, em departamentos de criação e desenvolvimento de produtos ou em agências de publicidade.

Não são só os profissionais de coolhunting que podem exercer essa função, interessados nesse campo de atuação, mesmo que já sejam profissionais de outras áreas, podem aplicar as práticas e pesquisas do coolhunting em seus trabalhos. Por exemplo, um gerente de uma empresa com uma mentalidade de coolhunter pode auxiliar sua equipe a estar sempre inovando, garantindo os melhores resultados.

Por que minha empresa precisa de um coolhunter?

Como já falamos, apesar de um profissional especializado em coolhunting ser o mais indicado, você não precisa necessariamente contratar alguém do ramo. Caçar tendências pode ser visto como um comportamento, cujo responsável pela função se foca em pesquisar livros, revistas, eventos, internet e em todo lugar que for externo por tendências de consumo, experiências de compra e etc.

Essa prática pode ser exercida em qualquer segmento, por exemplo, no caso das empresas de turismo, há a necessidade de pesquisar e descobrir tendências de viagens, tecnologia e inovação para saber sobre o que os turistas estão pesquisando para viajar, como estão pesquisando, o que procuram e a forma que procuram. Com um profissional coolhunter, ou até mesmo você se tornando um, ficam mais fáceis e bem executadas as decisões de marketing.

Veja também: O que é Design Thinking e como ele pode ajudar empresas.

Por onde posso começar?

Para se tornar um coolhunter é preciso ter curiosidade estratégica, empatia e também bastante intuição. Há inúmeros cursos livres e no exterior, pós graduações na área, ou você pode até se aprofundar por conta, o importante é ser uma pessoa observadora, que gosta de estar ligado e se interessa por comportamento.

Mas veja bem, a função do coolhunter é diferente da pesquisa de mercado, área onde existe uma pesquisa específica com um público específico. O coolhunter não se foca apenas em saber a opinião do Target sobre determinado assunto, mas observa as experiências e comportamento de consumo para poder fazer previsões e auxiliar na tomada de decisões estratégicas da empresa.

Se o que você está em busca são melhorias para 2019, entre em contato conosco! Temos dicas preciosas para fazer um planejamento alinhado às suas expectativas. Não deixe de acompanhar a Projetual, além do blog, também temos canal no Youtube e fan page. Fique ligado!