endomarketing-projetual-comunicacao

Chegou o fim de ano e, com ele, as comemorações institucionais. É almoço de confraternização, amigo secreto, happy hour natalino e vários outros eventos que as empresas realizam como intuito de realmente comemorar e, claro, motivar os colaboradores.

Todos os anos as empresas desenvolvem campanhas de endomarketing com inúmeros objetivos. Algumas pensam na motivação, outras focam a imagem da empresa e outras apenas não querem ser a única empresa que não fez nada. No entanto, endomarketing não se trata apenas de distribuição de brindes ou eventos comemorativos, muito pelo contrário.

O que queremos dizer é que quando as estratégias pensadas para motivar os colaboradores não fazem parte da cultura organizacional de uma empresa, o efeito na motivação dos colaboradores pode ser o contrário, sim, estamos falando do famoso “tiro no pé”. Pensando nisso, hoje vamos explicar para você o que a Projetual entende por endomarketing de sucesso.

endomarketing-projetual-comunicacao
Foto: reprodução/ aprimorar

Antes de tudo, pessoas são pessoas e empresas são empresas

Um ponto crucial e que as empresas sempre esquecem quando pensam em ações como as que citamos acima é o feedback. Uma empresa é composta por pessoas, ou seja, por seres pensantes e formados multifatorialmente (pela cultura e pela sociedade nas quais estão inseridos) e, diferentemente de uma empresa, possuem opinião, sentimentos e vários outros indicadores que os fazem singulares, a ponto inclusive de receberem uma mensagem de uma forma completamente diferente da esperada. Temos um consenso nisso? Se sim, vamos para a segunda parte.

Analise o micro para compreender o macro

Um exercício muito positivo para entender como as pessoas podem receber uma mensagem é se colocar no lugar delas. Sim, estamos falando de empatia. Por exemplo, o que você pensaria se trabalhasse há anos em uma empresa que nunca teve o hábito de presentear os colaboradores ou de manter um ambiente agradável, e que do nada deixa um brinde fora de contexto em sua mesa de trabalho?

Sim, as interpretações podem ser inúmeras. Primeiramente alguém pode achar que é uma pegadinha. Há também as pessoas otimistas que pensarão que “algo está realmente mudando” e, por fim, ainda existe um terceiro pensamento possível, aquele das pessoas que lembrarão de todo o histórico ruim da empresa e apenas acharão que tudo não passa de uma grande hipocrisia. Neste contexto, principalmente no último caso citado, o efeito da ação será completamente negativo.

Então, o que fazer?

Endomarketing não é brinde, não é coffee-break, não é bonificação pontual, endomarketing é o hábito de valorizar os profissionais e transformar o ambiente de trabalho em algo agradável para todos os presentes, e isso durante o ano inteiro. Apenas com uma cultura coerente de endomarketing as ações planejadas pelas agências conseguirão ter o efeito desejado, e justamente porque serão aceitas pelas pessoas.

Comece ouvindo os seus colaboradores no dia a dia, envolvendo todos nesta nova roupagem que a sua empresa deseja vestir, inserindo-os nas ideias que você pretende implementar e descobrindo o que seria interessante para eles e o que não seria. É basicamente um estudo que você faria sobre público-alvo antes de lançar um produto da sua marca, só que isso precisa ser feito internamente.

Além disso, antes de pensar em brindes, pense no objetivo deles. O que você quer transmitir? É uma mensagem consistente? Fará realmente alguma diferença? Para você, como colaborador, faria? Ou você acharia tudo péssimo? Estas perguntas são cruciais para uma gestão que deseja realmente obter resultados com endomarketing. Transforme estas ações em parte da cultura da empresa, só assim elas serão assimiladas com naturalidade e boa vontade pelos seus colaboradores.

Igor Francisco

Redator-Chefe Projetual Comunicação