Remarketing: a campanha para salvar potenciais compradores

Remarketing: a campanha para salvar potenciais compradores

Um dos grandes erros das lojas virtuais é desistir daquele cliente que visitou o site, utilizou o aplicativo, encheu o carrinho de compras e, no final das contas, não finalizou o pedido.

Nós entendemos a frustração de batalhar por novos clientes e pela fidelização dos consumidores e visitantes assíduos do site para, no final, parte desses clientes virarem as costas e irem embora.

Em contrapartida, temos que vencer o orgulho e tentar resgatar estes usuários que visitaram o site. Estes também são clientes em potencial, em quem podemos estar deixando de prestar atenção.

Estratégias e campanhas visando recuperar as pessoas que desistiram no meio do caminho são chamadas de remarketing. Neste artigo, vamos falar sobre este conceito e explicar a sua importância. Assim como, entenderemos o básico da principal ferramenta que administra este tipo de anúncios, o Google Ads.

Por que investir em leads desistentes?

Nunca se desiste de um potencial comprador! O que existem são leads bem qualificadas e com maior ou menor potencial de conversão. Partindo desta premissa, nós entendemos que é possível resgatar uma pessoa mesmo depois de ela ter desistido na primeira oportunidade.

O segundo fator é presumir que todo cliente que não completou uma compra pode estar, na verdade, considerando o seu produto e a sua marca, e estar a um passo de comprar num próximo momento.

De fato, o Google Ads estima que, principalmente nos e-commerces, 97% dos visitantes de um site não convertem-se em compras na primeira visita. Consegue então perceber o potencial ao se investir em campanhas de remarketing?

Como funciona o remarketing do Google Ads

A Google é a pioneira e principal empresa a atuar com essa estratégia, através da possibilidade de configurar anúncios nas suas Redes de Display e de Pesquisa.

Em ambas as redes, o remarketing vai:

  • Promover anúncios na Pesquisa Google;
  • Disparar propaganda para uma lista de remarketing segmentada, como nos casos de compras não efetuadas; e
  • Mostrar ads aos seus clientes em milhões de sites espalhados pelo mundo.

Além disso, as campanhas participam de leilões orgânicos da Google, são fáceis de criar, e geram relatórios e métricas para você controlar o seu desempenho.

Criando uma campanha de remarketing

Como sempre, a Google prioriza a experiência do usuário; por isso, ela disponibiliza um passo-a-passo de como gerenciar as funcionalidades da plataforma.

Nesse caso, você precisa criar uma conta no Google Ads, adicionar uma campanha, definir suas metas e seu tipo, e configurar os parâmetros para sua realização. Para segmentar o público-alvo de remarketing, é fácil: é só marcar a caixa de seleção ao lado de cada público-alvo.

Se você não sentir segurança para realizar esta tarefa sozinho, contate-nos e agende uma consultoria. A Projetual Comunicação se tornou Google Partner em 2003 e é especialista em gerenciamento de anúncios e campanhas na gigante tecnológica.

Esperamos ter solucionado algumas dúvidas sobre remarketing e despertado sua curiosidade em investir na empresa que mais entende de marketing digital. Nós queremos que mais empresas alcancem os seus respectivos públicos e conquistem mais espaço no seu mercado de atuação. Conte conosco!

COMPARTILHE: