Já falamos por aqui sobre branding e Big Brother Brasil, mas hoje a conversa vai ser sobre uma participante, da edição atual, que está provocando repercussões em diversas áreas: Juliette Freire. Você sabe explicar por que Juliette é um sucesso? Vem com a gente nesta análise. 

Por que Juliette é um sucesso?

Antes de mais nada, precisamos explicar que estamos fazendo essa análise com base na técnica de Storytelling (no bom e velho português, a arte de contar histórias). Em realities shows, como o BBB, vence quem tem a melhor narrativa. 

O personagem precisa superar desafios e crescer ao longo do jogo. Quem não se posiciona, quem fica isento e quem não se arrisca é tirado pelo público sem dó nem piedade. 

O vencedor é aquele com uma história forte que consegue cativar o público

Juliette Freire iniciou sua trajetória sendo odiada pelo Brasil e pela casa, ela entrou no programa forçando um romance entre ela e Fiuk (seu concorrente ao prêmio de 1 milhão e meio de reais).

Em menos de dois dias, ela falou até mesmo em casamento com o cantor. E obviamente o Brasil, ou melhor, o Twitter não perdoou. Foi uma chuva de memes e hates repercutidos em suas falas.

Mas aí vem a reviravolta, ao ser excluída e humilhada pelos outros candidatos ao prêmio, ela não abaixou a cabeça. A cada semana, ela se superou, conversando com o público e mostrando as suas intenções. Suas falas estavam alinhadas a seus comportamentos. E se tem uma coisa que o público gosta é de coerência.

Leia também: Empresas na era do cancelamento: como preservar uma boa imagem em períodos de crise

Quem olha a personagem no início do programa e agora, entende logo o que estamos dizendo. Juliette Freire fez a jornada do herói com perfeição. Ela pode até não levar o prêmio de 1 milhão e meio de reais, mas as marcas estão fazendo fila para conquistar uma parceria com a nova namoradinha do Brasil. 

Todos vão cometer erros, o que é importa é a forma como se lida com eles

Juliette é um sucesso. Mas é claro que em quase 100 dias na casa mais vigiada do país, ela cometeu erros, deslizes e disse coisas que podem (e devem) ser problematizadas e colocadas em pauta. 

Nada foi suficiente para tirar seu favoritismo. Isso acontece porque ela teve coerência em suas ações. Ela erra e assume e, é justamente isso que a sua marca deve fazer.

O que sua marca deve aprender com Juliette? 

Em vários momentos em que Juliette percebeu que errou, ela se desculpou, assumiu o erro e disse que não faria mais. As marcas precisam fazer isso: trabalhar com honestidade e coerência. 

Isso não significa ser perfeito, erros sempre vão acontecer, mas o que define o sucesso é a forma como se levanta após o tombo. Juliette é um sucesso por se enxergar enquanto uma marca, ela não é perfeita, mas conquistou o público por ser resiliente e por se levantar mesmo diante das adversidades. 

Quem deseja conquistar sucesso deve ter em mente que os cenários do mercado nem sempre são favoráveis, mas é a forma com que você lida com as crises que vai mostrar a sua força. 

Coerência, honestidade e resiliência são a garantia do sucesso. Mantenha-se firme em suas decisões. Quer construir uma imagem forte, consistente e coerente para a sua marca? Entre em contato com a gente, a Projetual é especialista em Branding e Marketing de Conteúdo.