A geração Z

Como sempre falamos aqui no blog, os consumidores nunca possuem hábitos rígidos, imutáveis com o tempo. Assim como o mundo muda, os hábitos de consumo também mudam de geração para geração.

Quando falamos sobre os millennials ou geração Y, por exemplo, a geração nascida entre meados das décadas de 80 e 90, temos um grupo de pessoas bem mais independente do que a geração anterior.

Os millennials, que já eram adolescentes ou jovens no boom da Internet, são mais decididos em suas escolhas e possuem mais autonomia nos processos de compra, e obrigam as empresas a criarem estratégias diferenciadas para atrai-los.

Dentro de poucos anos, porém, o mundo também será recheado de pessoas da Geração Z, aquela que nasceu entre o fim da década de 90 e 2010. Por sua vez, essa geração já nasceu com a internet a todo vapor, aproveitou vários aparelhos tecnológicos e desde cedo possui smartphones. Entre millennials e geração Z, portanto, os hábitos de consumo e interação são diferentes.

Hoje, com uma ajuda da Forbes, vamos explicar algumas diferenças entre millennials e geração Z. São coisas que as empresas precisam ter em mente para atender às expectativas de seu público-alvo e fisgar seu interesse.

Entendendo diferenças entre Millennials e Geração Z

Ambas as gerações são digitalmente fervorosas, mas agem na internet de formas diferentes. A geração Z costuma ser mais a par das tendências, interagir mais e estar em diversas frentes ao mesmo tempo. Os millennials são aqueles que também usam a internet como forma profissional e a vê como ferramenta de trabalho.

Suas semelhanças fazem, às vezes, com que muitas empresas os coloquem “no mesmo saco”, utilizando estratégias semelhantes para atrair os dois públicos.

Geração Z e millennials - Projetual
Influenciadores digitais são mais relevantes para a Geração Z do que para os Millennials. Imagem: Rafael Freire.

 

Para ter uma ideia melhor, é só ver as coisas por este lado: os millennials são aqueles com idades entre 19 e 30 e poucos anos, enquanto a geração Z possui entre 11 e 18 anos. De certo modo, é a diferença entre um adolescente e um adulto, e nós sabemos que as distinções entre esses públicos são muitas.

A Geração Z gosta mais do Marketing de Influência

O Marketing de Influência é uma estratégia crescente entre diversas empresas, como nós já comentamos aqui no blog. A ideia de utilizar influenciadores digitais para atrair um grupo ou público-alvo específico é uma estratégia aplicada por diversas empresas, direcionada principalmente ao público mais jovem.

Os Millennials também gostam dos influenciadores, mas é comum que eles vejam os Youtubers, por exemplo, como mero entretenimento. Já a Geração Z costuma ver esses influenciadores como ídolos, papéis a serem seguidos e de fato seguem suas opiniões.

Segundo um relatório do Google, cerca de 70% da geração Z que acompanha youtubers vê essas personalidades como pessoas mais relevantes e influentes do que as celebridades tradicionais.

Para atingir esta geração na estratégia do marketing de influência, é importante entender bem o público e qual tipo de conteúdo é mais relevante para ele.

Millennials utilizam mais o e-commerce

Quando falamos do quanto o e-commerce tem crescido nos últimos anos, e deve continuar crescendo, grande parte da culpa é dos Millennials.

A geração de jovens atuais confia muito mais nos dispositivos eletrônicos para fazer compras, enquanto boa parte das estratégias das empresas é direcionada para eles.

De acordo com pesquisas atuais, em torno de 70% ou mais dos Millennials faz compras online, comprando em média uma vez ao mês. A grande disponibilidade de produtos básicos online também aumentou a presença digital destes consumidores.

A Geração Z certamente vai comprar mais online no futuro. No entanto, como ainda são muito jovens e não possuem muito poder de compra, é difícil esperar deles o mesmo que os Millennials fazem.

A Geração Z está mais presente na internet

Como falamos lá no início, é fácil identificar que os mais jovens estão mais presentes na web, navegando por mais tempo e com mais perfis em redes sociais.

Segundo a Forbes, enquanto os millennials costumam navegar em média por até 3 telas ao mesmo tempo, a Geração Z fica presente em até 5 telas ao mesmo tempo. Isso quer dizer que esta geração de adolescentes e jovens está bem mais conectada que os Millennials e, portanto, presente em mais canais.

Os mais jovens querem mais autenticidade e independência

Os Millennials já deixaram claro que gostam de conteúdo original e autêntico, ou seja, nada dos “cowboys da Marlboro” e outras coisas fantasiosas e editadas. O que vale são as histórias e benefícios reais de um produto ou serviço.

Mas a Geração Z está mais longe, e está deixando claro que gosta de conhecer a marca por trás do serviço e se relacionar com ela. Nada de Photoshop, histórias mirabolantes e celebridades antigas.

Geração Z e millennials - Projetual
Propagandas “fantasiosas”, como a clássica da Marlboro, não é mais interessante para nenhum dos públicos atuais. Imagem: Ad Principles.

Isso quer dizer que eles gostam da transparência da marca e da sua atitude com o mundo, o que também justifica o gosto da Geração Z pelos produtores e serviços locais, mais próximos a eles.

Entre Millennials e Geração Z, a tendência que grita forte são as noções de independência em relação as marcas. Enquanto os Millennials já possuem essa característica, a Geração Z leva ela ainda mais longe.

De acordo com um estudo da empresa Ernst & Young, que analisou os hábitos de consumo entre as gerações, cerca de 45% dos Millennials gostam dos programas de fidelidade das empresas, criados para fazer o consumidor continuar comprando. Entre a Geração Z, apenas 30% acha que esses programas são uma boa ideia.

Esperamos ter ajudado você a entender as diferentes entre os futuros maiores públicos de consumidores. Lembrando que utilizamos informações deste conteúdo da Forbes para compor este artigo.

Para mais conteúdo útil sobre as atuais tendências do marketing digital, continue acompanhando nossos canais. Além do blog, temos canal no Youtube, no Instagram e elaboramos materiais para download para que você continue se atualizando. Até a próxima! 😉


Por redação Projetual.