Todos os dias somos bombardeados por diversos conteúdos: notícias, vídeos, posts, anúncios. Dentro desse universo, produzir conteúdo que converte o público-alvo em clientes demanda que essa produção seja especial, de forma que capture a atenção do usuário e o faça prosseguir dentro da jornada proposta pela marca.

Uma estratégia que pode fazer o conteúdo da sua marca se destacar é apostar nas emoções a serem ativadas no público-alvo, além dos quesitos métricos e informativos do conteúdo sendo produzido.

Dessa forma, seus potenciais clientes vão se conectar à marca não apenas pela utilidade e qualidade que seu produto/serviço oferece, mas também pelos valores e desejos que marca e cliente compartilham.

Tenha certeza de que, se sua marca conseguir se conectar emocionalmente a seu público, os resultados virão.

Mas como produzir conteúdos que se conectam tão profundamente com sua audiência? Temos três dicas:

 

1 – Foque numa jornada transformadora para textos que convertem

Histórias com altos e baixos, reviravoltas inesperadas e que promovem uma experiência que muda a percepção sobre qualquer assunto são cativantes. É só pensar nos filmes de que você gosta: uma narrativa que ilustra uma completa mudança no pensamento consegue impactar muitas pessoas de forma arrebatadora.

Para usar esse artifício a seu favor, foque em conteúdos que examinem bem as dores que a sua marca ajuda a sanar, de forma que a descoberta do seu produto/serviço seja o ponto de virada na jornada.

 

2 – Reconheça e resolva um problema

Grandes histórias têm um grande desafio a ser vencido – Ahab e a busca pela baleia branca, por exemplo. A grande satisfação do leitor nessas situações é a resolução desse conflito. O engajamento acontece no curso entre a apresentação do conflito e sua resolução.

A relação de seu público com os próprios problemas pode ser utilizada como uma narrativa em que é a sua marca que soluciona o conflito.

Para tanto, você deve identificar muito bem quais as dores dos seus potenciais clientes e levá-los pela jornada de descobrimento sobre como sua marca pode ajudá-los a superar tal entrave.

Utilize gatilhos como datas comemorativas e os problemas que vêm junto delas: férias de fim de ano, volta às aulas, dia das mães, pais, crianças etc.

 

3 – Permita que as pessoas sintam

Muitas vezes os profissionais de marketing esquecem que as pessoas são humanas. Humanos são criaturas complexas que desejam conexão, suporte, empatia e reconhecimento. É fácil se esquecer desse fato no meio de planilhas, projeções de crescimento e KPIs. Mas não tenha dúvida: uma das coisas que mais pode fazer sua marca se conectar com o público é deixá-lo saber que você os vê, escuta e está presente quando eles precisam de apoio.

Às vezes, tudo que uma pessoa necessita para dar o passo final e se tornar um cliente seu é o reconhecimento de tudo que ela aprendeu e conquistou sozinha, e de que sua marca pode ajudá-la nas etapas mais difíceis.

Seu conteúdo deve ser o mais amparador possível, dando eco às preocupações e dificuldades apresentadas pelo público. Uma marca com empatia gera clientes e reconhecimento de forma muito mais natural e profunda.

 

Para mais artigos como esse confira acesse o blog.