Está liberado o serviço de pagamento via WhatsApp, que permite transferências entre pessoas físicas e jurídicas e deve fazer as pequenas empresas facilitarem suas vendas.

O WhatsApp já é um canal de comunicação e vendas para muitas empresas, facilitando muito o atendimento e trazendo comodidade para o usuário. Agora, essa rede social também permite transações entre pessoas físicas e jurídicas.

O serviço foi anunciado pela empresa em junho de 2020, mas o lançamento foi paralisado pelo Banco Central. Agora, com a aprovação definitiva do BC é esperado que a solução finalmente decole.

Essa funcionalidade promete fazer uma diferença imensa para pequenos e grandes negócios, que cada vez mais aderem à função “Comprar pelo WhatsApp”.

A seguir, nós vamos contar como funciona o pagamento via WhatsApp e o impacto que deve trazer para as empresas. Bora lá?

Como vai funcionar o pagamento via WhatsApp

A primeira coisa a saber é que inicialmente devem funcionar apenas as transações via pessoas físicas, como uma transferência bancária. Num segundo momento, o WhatsApp disse que envolverá também as pessoas jurídicas.

Criação de conta no app

Antes de mais nada, deve-se criar uma conta no app. Isso será feito clicando no ícone de anexo (que imita um clips de papel) dentro de uma página de conversa. Ali vai aparecer a opção de fazer pagamento, que vai levar à criação da conta.

Será necessário criar uma senha de 6 dígitos e informar dados como nome, CPF e um cartão de débito, combo ou pré-pago do Nubank, Sicredi ou Banco do Brasil. O banco escolhido deve confirmar com o usuário, através de seus canais, o uso dos dados da conta no WhatsApp.

A princípio, apenas os bancos mencionados estão cadastrados. Porém, o WhatsApp diz que pretende incorporar mais instituições parceiras ao longo do tempo e ampliar a cobertura.

No caso das contas de pessoas físicas, o limite para as transações é de R$5000 ao mês, com até 20 transações por dia. Não há taxa para o serviço.

E para contas comerciais?

Para receber pagamentos em um CNPJ pelo app, como em contas de WhatsApp Business, é necessário também ter uma conta na Cielo, parceira do WhatsApp na jornada. Com isso, o CNPJ tem vantagens como suporte técnico, pagamentos ilimitados e reembolsos.

A Cielo também é responsável por intermediar todas as transações, tanto entre pessoas físicas quanto jurídicas.

Os pagamentos por CNPJ não têm limites para pagar ou receber, o que dá liberdade para as empresas realmente explorar as comodidades da plataforma. Contudo, há uma taxa fixa de 3,99% por transação.

Exemplo de como funciona o pagamento para uma conta comercial pelo WhatsApp. Imagem: WhatsApp/Divulgação.

A relevância do WhatsApp para as empresas

Cerca de 83% dos brasileiros já fizeram alguma compra pelo WhatsApp, segundo mostrou uma pesquisa da consultoria Accenture, realizada em julho de 2020. Além disso, 59% dizem que fazem compram toda semana utilizando o app.

E não é à toa, já que o WhatsApp conta com 160 milhões de usuários ativos no Brasil, todos potenciais consumidores.

A venda pelo WhatsApp tem sido mais favorável para as pequenas e médias empresas. Segundo a Accenture, 74% dos consumidores via WhatsApp compram dos menores, enquanto apenas 37% compra de “gigantes”.

Contudo, é importante observar negócios de todos os portes já estão na plataforma. E agora com o pagamento via WhatsApp, deveremos ver ainda mais.

E a sua empresa, já está fazendo negócios através do WhatsApp? Para ver algumas dicas, confira este artigo em que ensinamos a Como Vender pelo WhatsApp. Boas vendas!