performance-campanha

Estar sempre em busca dos melhores mecanismos de gestão faz parte do dia a dia de qualquer negócio. Afinal, com uma rotina de gestão mais inteligente, a empresa pode reduzir custos, melhorar os seus investimentos e ter serviços mais competitivos.

O uso de indicadores de desempenho permite a identificação dos motivos pelos quais seus objetivos não estão sendo alcançados, quais são as oportunidades de melhorias e aprimoram a tomada de decisão com alta precisão.

Além disso, a empresa passa a ter uma visão abrangente sobre todos os seus processos e quais os caminhos necessários para atingir melhores resultados.

Por que você precisa aprender sobre indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho podem trazer inúmeras vantagens para empresas que sabem aplica-los. Primeiro é necessário entender o planejamento estratégico e ter objetivos claros na hora da definição das metas que devem ser alcançadas.

A partir desse ponto, a elaboração e a gestão dos indicadores de desempenho podem ser direcionadas para o monitoramento da evolução dos resultados da empresa e servir como referência para o processo de tomada de decisão e a criação de estratégias de melhoria.

Algumas vantagens de aplicar indicadores de desempenho:

  • Aumentam a assertividade da tomada de decisão;
  • Oferecem mais segurança para o negócio;
  • Permitem aproveitar novas oportunidades (de investimentos, atuação, mudanças, e assim por diante);
  • Melhoram o controle sobre resultados
  • Favorecem a motivação

Veja também: 5 razões para você terceira a gestão das redes sociais.

Tipos de indicadores de desempenho

Existem diversos tipos de indicadores de desempenho que fornecem uma série de informações, podendo ser encaixadas em categorias. Dentre alguns deles, podemos citar:

  • os indicadores de produtividade: que podem estar relacionados à produtividade hora/colaborador, hora/máquina. Ou seja, estão ligados ao uso dos recursos da empresa com relação às entregas.
  • os indicadores de qualidade: eles andam juntos com os indicadores de produtividade, pois ajudam a entender qualquer desvio ou não conformidade que ocorreu durante o processo produtivo. Um exemplo de indicador de qualidade pode ser considerado o nível de avarias, onde a quantidade de avarias ocorridas durante um período é comparado com o nível de aceitação estabelecido.
  • os indicadores de capacidade: eles medem a capacidade de resposta de um processo. Podemos citar como indicadores de capacidade a quantidade de produtos que uma máquina consegue embalar durante um determinado período de tempo.
  • indicadores estratégicos: eles auxiliam na orientação de como a empresa se encontra com relação aos objetivos que foram estabelecidos anteriormente. Eles indicam e fornecem um comparativo de como está o cenário atual da empresa com relação ao que deveria ser.

Independentemente de qual categoria os indicadores se encontram, eles são igualmente importantes, pois são eles quem fornecem a visão que a empresa necessita para enxergar seus processos e conseguir uma base sólida para alinhá-los aos objetivos traçados.

Veja também: Logística para e-commerce – porque é importante investir?

Quais os principais indicadores para acompanhar

Existem vários indicadores que devem ser acompanhados na indústria, desde questões operacionais até a saúde financeira. A seguir vamos listar alguns deles e comentar um pouco sobre:

  • Total de horas trabalhadas: Esse indicador, como o nome diz, representa a quantidade de horas que foram dedicadas à produção. Avaliando o total de horas trabalhadas, a empresa consegue ter uma noção mais precisa sobre a variação de demanda por recursos operacionais e melhorar o seu planejamento.
  • Aproveitamento da capacidade instalada: A capacidade instalada está ligada à estrutura da empresa. Inclui as máquinas e os equipamentos que são utilizados para a produção de itens. Compreendendo a capacidade instalada, o gestor pode fazer investimentos mais inteligentes e otimizar sua infraestrutura.
  • Nível de emprego: Esse indicador mostra a quantidade de profissionais que estão empregados. Avaliando a variação do nível de emprego, o gestor poderá planejar as suas contratações com antecedência. Quando a companhia conta com um número exato de profissionais para atender às demandas do mercado, ela evita gargalos operacionais e se torna mais inteligente.
  • Índice de turnover: turnover representa a rotatividade dos colaboradores na empresa. Com base na taxa de rotatividade, a organização pode entender seus problemas internos e criar ações para solucionar e melhorar os resultados da empresa como um todo.
  • Faturamento: O indicador de faturamento mostra quanto a empresa gerou em vendas. O faturamento é uma boa forma de mensurar quais itens são mais promissores, quais não vendem muito, qual é o ticket médio por cliente, entre outras coisas.
  • Vendas efetivadas X oportunidades: Essa também é uma forma de ajudar os empreendedores a ter uma visão do índice de fechamento de cada negociação. Esse tipo de informação ajuda os setores de estoques, vendas, compras e marketing, por exemplo. Também ajuda a orientar melhor suas decisões e alcançar resultados mais satisfatórios com base na realidade em que a empresa vive.
  • Margem de contribuição: A margem de contribuição é o dinheiro que sobra do faturamento depois que os gastos variáveis são subtraídos. Ou seja, é a receita depois da retirada do valor referente aos custos e às despesas variáveis. Depois desse cálculo é que se torna possível identificar se o desempenho está dentro do esperado.

Quer saber mais sobre indicadores de performance e o que eles podem fazer pelo seu negócio? Converse com o nosso time! A Projetual está sempre pronta para auxiliar você, entre em contato e leve o seu negócio para um próximo nível!