Aplicando SEO para e-commerces

A gente sabe que empreender pode não ser uma tarefa fácil. E quando estamos falando do ambiente digital, essa missão pode ser ainda mais desafiadora. Aos destemidos que desejam se aventurar na criação de lojas virtuais, deve-se esperar trabalho duro para que seja possível alcançar o sucesso. 

Mas como se destacar em um ambiente onde existe grande concorrência? O SEO pode ser a saída! 

Por isso, na publicação de hoje, nós trouxemos algumas dicas de SEO para E-commerce, em que você pode aplicar na sua loja virtual caso esteja começando os trabalhos ou ainda não tenha dado os primeiros passos na otimização para os buscadores. 

Vamos lá?

O que é SEO e qual sua importância para o e-commerce?

Antes de iniciar a sua jornada de otimização de e-commerce, é importante que você saiba o que é SEO e como ele pode se aplicar em uma loja virtual. 

De modo muito resumido, podemos considerar o SEO como: conjunto de estratégias que visam melhorar o desempenho de sites e páginas nos motores de busca. Ou seja, estratégias para fazer o seu site (nesse caso a sua loja) aparecer entre os primeiros lugares do Google, por exemplo. 

E como o SEO pode impactar a sua loja virtual?

Você pode estar se perguntando: ok, mas como isso pode ajudar o meu e-commerce? Eu quero vender, não quero só aparecer. 

E você tem toda a razão! Mas aqui vão algumas informações úteis que vão te ajudar a entender melhor. 

De acordo com um estudo realizado pela Internet Marketing Ninjas (IMN), os sites posicionados na primeira página do Google receberam juntos mais de 57% dos cliques. Ou seja, mais da metade de todos os cliques no Google estão em links que aparecem na página 1! 

Por isso é importante o bom posicionamento da sua loja virtual com bom trabalho de SEO: para garantir cliques, aumento de audiência e, consequentemente, aumentar suas vendas.

Além disso, as páginas que realizam um trabalho de SEO adequado e conseguem ficar bem posicionadas nos buscadores recebem um aumento de 21% na taxa de clique. E o que tudo isso quer dizer? 

  • Mais pessoas encontrando o seu site 
  • Mais pessoas clicando no link da sua loja no buscador 
  • Mais oportunidades de vendas dentro do e-commerce 
  • Maior probabilidade da sua loja ficar mais conhecida 

E se o seu e-commerce for de um nicho específico, maior ainda a probabilidade de você se tornar uma referência na área. 

Agora com essas informações, vamos a parte prática do negócio.

Aprimorando minha loja virtual com essas dicas de SEO para e-commerces!

Dicas de SEO para e-commerce: os primeiros passos

Vale lembrar que o trabalho de Search Engine Optmization (SEO) vai muito além dos pontos citados abaixo. Porém, com algumas dicas básicas já é possível conquistar muitos resultados positivos na sua loja online.  

Então sem mais delongas, vamos as dicas. 

1. Otimização on page das páginas institucionais

Apesar do seu site ser uma loja virtual, ele deverá ter algumas páginas que não são de produtos, conhecidas como páginas institucionais. 

Nessas páginas podemos ter: 

  • Home do blog 
  • Página “Quem sou eu” explicando sobre a loja 
  • Página de Contato 
  • Política de Privacidade 
  • Página de promoções 

Etc. 

Essas páginas ajudarão você a informar ao Google sobre o que se trata o seu site. Por isso, uma boa title e meta description para essas páginas são importantes. 

Você pode colocar, por exemplo: 

Title: Loja X | Loja de bijuterias online 

Description: A Loja X é uma loja de bijuterias online que conta com um grande estoque de produtos para diversas ocasiões. Brincos, anéis, pulseiras e muito mais. Veja nossas promoções. 

Viu só? Com algumas palavras já é possível identificar sobre o que se trata o site. 

Ah, mas você deve estar pensando: é só olhar o site que dá pra ver os produtos! 

Errado! O Google trabalha apenas com texto, por isso a importância dos ajustes de Title e Description. Quando os robozinhos do Google passarem pelo seu site, só vão detectar texto, e se não houve nada nele dizendo sobre o que se trata, eles não vão adivinhar, né?

2. Otimização de title e descrição dos produtos

As páginas de produtos do e-commerce são o coração da loja virtual. Com as otimizações das páginas institucionais feitas, o Google já reconhece o conteúdo do seu site e as páginas de produto passarão a contribuir significativamente para o rankeamento do e-commerce. 

É nesse momento que você deve caprichar na descrição dos produtos! Traga imagens, vídeos e um bom detalhamento sobre o item. Quanto mais, melhor!

Use e abuse das variações. Informe ao leitor do que o produto é feito, para que serve, como usar, quais são as opções de cores, quais os produtos relacionados, enfim, tudo que puder trazer de informações, traga. 

Não esqueça que as páginas de produto também precisam de otimização com title e description. E como estamos falando de itens específicos, são essas páginas que poderão ajudar o usuário a encontrar exatamente o produto que ele está buscando, e que pode ser no seu site. 

Seja o mais detalhista possível! 

Ao invés do título do produto ser “celular marca x”, tente descrever mais o produto, podendo ficar, por exemplo “celular marca x, modelo tal, xx de memória, cor tal”. 

Vê a diferença? Muitos usuários buscam produtos específicos, o que ajuda o seu site a entregar o resultado para ele.  

3. Trabalho de link building

O link building, como o nome sugere, é uma estratégia de construção de links. E toda essa tática funciona porque o Google considera bastante recomendações de outros site relevantes. 

Se algum site referência no segmento, produz algum conteúdo no blog dele ou mesmo alguma resenha e coloca um link direto para o seu site ou o seu produto, o Google vai considerar isso como uma indicação. Ou seja, é como se fosse alguém influente dizendo: eu confio nele! 

Por isso, tente realizar algumas parcerias com sites, blogs ou produtores de conteúdo para que eles insiram links do seu site no portal deles. Isso ajuda bastante 🙂 

Esse trabalho também pode ser feito no seu próprio site e por você mesmo. Se na página de um produto do seu site você identificar que outra página do seu site faça sentido estar ali, aproveite para colocar um link nela! Pode ser outro produto relacionado, uma página de promoção, enfim, são inúmeras possibilidades.  

4. Páginas responsivas

Esse talvez seja um dos principais itens da atualidade! Digo da atualidade porque houve uma época em que o Google não se preocupava com a projeção do seu site em outros dispositivos. Mas isso mudou! Hoje, sites que são amigáveis a dispositivos móveis, como celulares e tablets, são mais bem vistos pelo Google. 

Uma página responsiva é uma técnica de design que permite a um site adaptar-se a diferentes tamanhos de telas. Com isso, o usuário não perderá a qualidade do acesso se estiver conectado por um dispositivo móvel. Esse design interfere principalmente na reorganização do conteúdo, imagens e simplificação do menu.

Por isso, ao idealizar um e-commerce, tenha sempre em mente desde o início que você precisará de um site responsivo. 

5. Imagens e URL amigáveis

E por último, mas não menos importante, itens que precisam ser amigáveis à leitura dos robôs do Google. Lembra lá em cima quando eu disse que o Google só “lê” textos? Pois bem. 

Como os robôs não identificam o que são as imagens, é importante que elas possuam texto. Mas texto na imagem? Não! Nós chamamos de tag alt text, é como uma identificação de texto que dirá ao Google do que se trata aquela imagem. 

Hoje os principais provedores de e-commerce possuem essa configuração, então bastante você fazer o upload da imagem e procurar pelos ajustes de SEO ou Alt Text. Lá você precisará descrever o que é aquela imagem, normalmente usando uma palavra-chave. 

É importante também que o nome do arquivo da imagem (aquela salva no seu computador) também esteja com a palavra-chave. Ao salvar uma imagem, já nomeie ela com algum termo importante para o SEO do e-commerce. 

O mesmo acontece com as URLs das páginas da sua loja. Sempre que criar uma nova página, procure otimizar a URL. Procure não inserir números ou caracteres especiais, busque sempre incluir uma palavra-chave. As palavras devem ser separadas por hífen e não deve ser muito extensa. 

E aí, gostou das dicas? Com esses ajustes simples o seu e-commerce já pode começar a ter um bom desempenho de SEO. 

Dúvidas ou sugestões? Deixe como comentário aqui pra gente, adoraríamos saber. 

Continue acompanhando nosso blog para mais dicas, novidades e curiosidades.