A internet oferece várias formas de anunciar produtos e serviços. Entre eles, há uma ferramenta disponibilizada pelo Google e sobre a qual, provavelmente, você já ouviu falar a respeito. Então, como funciona o Google AdSense? Especificamente, essa funcionalidade permite monetizar um blog, para que ele gere receita de forma simples e automatizada.

O sistema trabalha da seguinte forma: as pessoas pagam ao Google para anunciar e ele paga aos sites a hospedagem desses anúncios. Ou seja, donos de sites e blogs disponibilizam espaços publicitários em suas páginas e o Google é o intermediário entre os anunciantes e os divulgadores.

Se você quer entender como esse dispositivo opera, continue lendo este post!

O que é o Google AdSense?

Essa aplicação é um programa de publicidade, em que o detentor de um blog é pago, quando os usuários clicam nos anúncios disponíveis em sua página. A plataforma criada pelo Google anuncia diariamente milhões de clientes em sites e possibilita a categorização de temas.

Dessa forma, apenas links relevantes para aquela página serão exibidos. Por exemplo, se seu blog fala sobre tecnologia, serão veiculadas publicidades relacionadas a esse mesmo tema.

Para começar a monetizar não é muito difícil, você precisa ter um site com conteúdo original, uma conta no Google, um número de telefone e um endereço para se inscrever. Depois, é só selecionar o tipo de anúncio que você quer exibir em seu site e escolher onde eles serão exibidos.

Quem utiliza o AdSense não precisa pagar nada, apenas divide com o Google a receita gerada. Os valores recebidos pelo parceiro podem chegar a 60% do valor que o anunciante pagou para aquele clique e o restante fica com o Google.

Como utilizá-lo nas suas estratégias de marketing?

O Google AdSense é uma ótima opção para complementar as ações desenvolvidas no marketing digital e criar outra modalidade de geração de renda para o seu negócio online. Ele oferece 6 tipos de anúncios:

  • anúncios de texto;
  • anúncios gráficos;
  • rich media;
  • bloco de links;
  • anúncios responsivos;
  • conteúdo correspondente.

Dentre esses tipos de anúncios, há pelo menos 4 formas para você utilizar o AdSense em suas estratégias.

Anúncios em site ou blogs

A forma mais usual de utilizá-lo é em sites de conteúdos, como blogs e portais de notícias. Sites de empresas e serviços procuram não optar por ele, já que a distração dos anúncios poderia tirar o usuário do objetivo principal, que é comprar o produto ou converter para alguma ação. A forma mais comum de exibição é por meio de banners, links de texto e bloco de conteúdos relacionados.

Pesquisa personalizada no site

Também é possível utilizar o AdSense na página de pesquisa do seu site. Dessa forma, quando um usuário realizar uma pesquisa na sua página, anúncios relacionados a ela também serão exibidos. Assim, esses anúncios personalizados aumentam as chances de os usuários clicarem na oferta anunciada e, consequentemente, há mais chances de você receber pelos cliques.

Anúncios em sites de jogos

O AdSense também pode ser exibido em site de jogos. Antes de carregar a página principal, um vídeo ou animação pode ser exibido trazendo o anúncio. Isso é interessante, pois esse tipo prende a atenção do público, que pode ser receptivo a essa interação por estar em um site de entretenimento.

Anúncios em vídeos

Como o YouTube é uma empresa pertencente ao Google, os anúncios de AdSense também podem ser exibidos no meio dos vídeos dos canais. Por isso, escolher esse tipo de exibição é interessante para atrair anunciantes em seus vídeos.

A plataforma é bem intuitiva, mas ficar atento a alguns detalhes é essencial para ganhar ainda mais. Otimizar os canais é importante para canalizar a atenção do usuário nos anúncios, sem prejudicar o conteúdo ofertado. Além disso, o design também conta para aumentar as conversões.

Em todas as ações de marketing digital, é preciso realizar testes e verificar relatórios. Por isso, agora que você descobriu como funciona o Google AdSense, já é possível realizar testes e encontrar parceiros para divulgar no seu site.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre anúncios em mobile? Então, visite o nosso blog!