Você sabe o que é growth hacking?

Você sabe o que é growth hacking?

Nós sempre apresentamos aqui para você diferentes conceitos ligados ao nosso universo, certo? Isso porque sabemos que dominar os conceitos e saber como aplicá-los no dia a dia da empresa é uma ótima maneira de crescer. Por isso, hoje, trouxemos mais um deles para te apresentar: o growth hacking, um conceito bastante difundido já dentro de startups.

O que é

A junção destes dois termos, em linhas gerais, serve para definir a capacidade de que uma empresa possui de utilizar e organizar adequadamente todos os dados e ferramentas de tecnologia a fim de gerar resultados para a instituição. Os profissionais responsáveis por estas tarefas nas empresas são chamados de “growth hackers”, uma espécie de “hackers do bem”, que utilizam de sua expertise tecnológica a favor da empresa.

Para simplificar, pode-se dizer que “growth hacking”  é quando uma empresa consegue desafiar os limite das regras comuns inerentes à tecnologia para, de maneira nova e inusitadas, alcançar resultados que as possibilidades tradicionais não têm permitido – como atrair novos usuários e negócios, por exemplo.

Exemplo

Para compreender melhor como este conceito é aplicado, tomamos por exemplo a Airbnb. A empresa apareceu com a ideia original de permitir que pessoas alugassem suas próprias casas para desconhecidos, bem como os hotéis fazem.

 A ideia para viabilizar o processo veio de um engenheiro que encontrou numa rede de comunidades online que mantém anúncios gratuitos, uma maneira de garantir o sucesso da Airbnb, ou seja, quando eles entravam na Craiglist (plataforma citada), eram direcionados para o Airbnb por meio de anúncios.

Caso a empresa não tivesse descoberto esta oportunidade tecnológica, demoraria muito mais tempo para ser conhecida e passar a converter as visitas em negócios reais.

E aí, a sua empresa está preparada e conta com profissionais que  “hackers do bem”? Não? Nós podemos ajudá-lo nisso. Converse conosco e entenda quais são as soluções que conhecemos e que podem ser adaptadas para o seu negócio.

Por redação Projetual Comunicação.

COMPARTILHE:
Tags: