Utilize grupos de Facebook para vender mais

Um dos grandes desafios das marcas está na construção e manutenção de uma base de fãs engajados, certo? Afinal, essa é uma das melhores maneiras de desenvolver um relacionamento duradouro que pode se converter em vendas. 

Diante desse cenário, pequenas e médias empresas buscam novas alternativas para atrair cada vez mais público e manter os negócio em alta. As redes sociais são as grandes aliadas das marcas nesse sentido, mas ainda é possível encontrar muita dificuldade no ambiente digital. 

Por isso, nossa publicação de hoje traz algumas dicas sobre a criação de grupo no Facebook para que as marcas possam ir além do perfil empresarial e se relacionar de uma forma mais próxima dos clientes.  

Por que criar um Grupo no Facebook?

Nós já falamos aqui sobre o processo de decadência da maior rede social do mundo. E apesar de algumas pesquisas apontarem uma queda na audiência do Facebook, a verdade é que a rede social continua em alta e liderando o ranking de rede sociais mais usada no mundo, com 2,2 bilhões de usuários ativos por mês, conforme relatório do We Are Social.

No Brasil, em 2018 o Facebook alcançou a incrível marca de 127 milhões de usuários mensais, superando o WhatsApp, com 120 milhões de pessoas. 

Com isso você já deve imaginar a importância de manter a sua marca na rede social, estando ela no seu pico de audiência ou não. E, como nem tudo são flores, há o lado negativo que nos leva ao conteúdo de hoje.

O baixo alcance orgânico das páginas

Ainda tem 2018, Mark Zuckerberg anunciou uma grande mudança nos algoritmos do Facebook. De acordo com o fundador, os esforços da rede social estariam concentrados na exibição de conteúdos de amigos e familiares. Assim o alcance e engajamento das páginas iriam cair.

A publicação diz que “você verá menos conteúdo público, como postagens de empresas, marcas e mídia.” Isso atinge indistintamente todas as organizações, do pequeno comerciante às grandes multinacionais. 

Mas o Facebook ainda tem muitos usuários dispostos a encontrar produtos, serviços e soluções. Então como equilibrar o jogo? O post de hoje nós falaremos especificamente dos grupos do Facebook como estratégia de vendas. Se tiver interesse em descobrir outras formas, leia aqui.

Formas para sua marca trabalhar com marketing nos grupos de Facebook

Oferecer exclusividade e pertencimento

A sensação de exclusividade ou pertencimento não agrada você? Pois então porque não despertar esses sentimentos nos outros? Ao criar um grupo no Facebook você pode trabalhar esse pertencimento de diferentes formas. 

A primeira está na oferta de conteúdo exclusivo aos membros do grupo. Dê a eles algo que outros não terão acesso simples, por exemplo. Além de agradar aos participantes do grupo, isso também serve como um atrativo para que mais pessoas possam se interessar em fazer parte da sua comunidade. 

Você pode, por exemplo, criar um grupo privado e só permitir a entrada de clientes, ou pessoas que se tornaram um lead. A partir disso, tente nutrir esses membros com materiais ou condições especiais, como cupons, descontos e mais. 

Utilizar recursos restritos aos grupos

Diferente das páginas, os grupos do Facebook permitem que administradores utilizem recursos exclusivos para aquele ambiente, indo além de textos e imagens como no feed das páginas. Nos grupos da rede social, você pode:

  • Apresentar uma live especial e fechada aos membros do grupo (lembra da exclusividade?);
  • Idealizar eventos específicos para os participantes do grupo; 
  • Oferecer e compartilhar material em diferentes formatos – é possível publicar documentos e arquivos, ou seja, você pode divulgar um e-book, por exemplo; e
  • Conhecer melhor os seus membros pela análise de métricas do grupo.

Seja criativo!

Aperfeiçoar suas personas e analisar pontos de vista

Um dos segredos do sucesso no marketing digital está na construção de buyers personas, ou seja, o perfil de consumidor com características que facilitam a sua oferta de conteúdo ou produtos.

Nos grupos de Facebook é onde você poderá olhar com cuidado para o comportamento do consumidor, compreendendo suas necessidades e também observando suas particularidades,  como nível de instrução, profissão, hobbies e mais. 

Além disso, algumas organizações gastam milhares de reais ou dólares em pesquisas personalizadas visando entender a percepção do consumidor sobre determinada marca ou produto. Nos grupos do Facebook você pode fazer isso de graça!

Uma comunidade engajada será sempre o seu melhor aliado. Gostou das dicas? Experimente criar um grupo no Facebook para a sua marca e veja os resultados. Você participa de algum grupo bem sucedido que fez a lição de casa? Comenta aqui e deixa o seu link para outras pessoas conhecerem!